Home Busca Avançada Normas de Publicação Assinaturas Fale Conosco
Contact Us
 
 

 

CopyRight
Moreira Jr Editora
Proibida a reprodução sem autorização expressa


 
sêlo de qualidade
Like page on Facebook



GANEPÃO 2013
TEMA LIVRE - TC
GANEPÃO 2013

TL01 - EFFECTS OF HSP65-PRODUCING LACTOCOCCUS LACTIS IN SPINAL CORD OF MICE WITH EXPERIMENTAL AUTOIMMUNE ENCEPHALOMYELITIS

Instituição: Departamento de Bioquímica e Imunologia, Instituto de Ciências Biológicas, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte - MG
Autores: Guimarães MAF, Rezende RM, Pinheiro NR, Medeiros SR, Faria AMC.

Objetivos: Multiple sclerosis is studied by a model called experimental autoimmune encephalomyelitis (EAE). Using the strategy of oral tolerance induced by the continuous intake of a specific antigen protein in low doses, and the immunomodulatory properties of heat shock proteins, we aimed to understand the effect of the continuous feeding of HSP65-producing Lactococcus lactis in preventing EAE. Materiais e Métodos: We focused the analysis in the events taking place at the spinal cord and on cell migration. After a 5-day oral treatment with either HSP65-producing L.lactis (HSP65+EAE) or water only as a control (water + EAE), C57BL / 6 mice were immunized with MOG and CFA for disease induction. On days 4, 10 and 14 after immunization, animals were killed. Resultados: We observed a decreased in inflammatory infiltrated and injured areas on spinal cord 14 days after the immunization only in HSP65 + EAE group. A study of regulatory CD4+ T lymphocytes showed that, at this time point, a higher frequency of Foxp3-LAP+ cells occurred in HSP65 + EAE group. It indicates a greater importance of this cellular phenotype in preventing EAE. Regarding the parameters related to cell migration in the 4th day after EAE induction, we studied frequencies of T cells expressing CCR6 and CXCR3, which contribute to the induction and suppression of disease, respectively. Cells from spleen, mesenteric and inguinal lymph nodes were analyzed. We observed a reduced frequency of effector T cells expressing CCR6 and an increased frequency of T cells expressing CXCR3 in HSP65 + EAE group. We also evaluate, on the 14th day, frequencies of T cells expressing h1h2and h1Lh2, both important for disease induction. The frequency of CD4+h1h2+ effector T cells was reduced in spleen. Conclusão: Ingestion of L.lactis producing of HSP65 leads to many effects in the spinal cord of mice, which may be involved in the prevention of EAE. Although this work cannot define the mechanism by which regulatory CD4+ T cells induced by L.lactis HSP65 reach the spinal cord yet, the possibilities presented are plausible and should be further studied. Unitermos: Multiple Sclerosis, Oral Tolerance, Hsp65, Cell Migration, Regulatory T Cells, Chemokines, Integrins.

TL02 - FRUTOOLIGOSSACARÍDEOS E RESPOSTA IMUNOLÓGICA LOCAL EM PRÉ-ESCOLARES

Instituição: Universidade Federal do Espírito Santo, Alegre-ES
Autores: Vaz Tostes MG, Viana ML, Pedrosa RG, Luz TCS, Costa NMB.

Objetivos: A Yacon (Smallanthus sonchifolius) é uma raiz, que contem quantidades significativas de frutooligossacarídeos (FOS). FOS são frutanos do tipo inulina, considerados prebióticos, pois são substratos para as bifidobactérias intestinais. Este trabalho visou avaliar os efeitos do consumo de batata Yacon sobre a resposta imunológica da mucosa intestinal em pré-escolares. Materiais e Métodos: Foram selecionadas crianças entre 2 e 5 anos, de duas creches municipais de Alegre - ES, sendo uma o grupo experimental, com oferta de Yacon (Y) e a outra, o grupo-controle (C). Para oferta de Yacon, foi obtida a farinha, avaliado o teor de FOS e macronutrientes e acrescentada em preparações em quantidade adequada ao fornecimento de 0,14 g/kg/dia de FOS (GENTA et al, 2009). As preparações foram ofertadas diariamente, de segunda a sexta-feira, por 18 semanas. As fezes foram coletadas no início e no final do período experimental. A resposta imunológica da mucosa intestinal foi determinada pela dosagem de imunoglobulina A secretória (sIgA) pelo método de ELISA, utilizando o kit comercial Immunochron®. A comparação entre os dois momentos foi realizada pelo teste t pareado, e entre grupos teste t (p<0,05), utilizando o programa estatístico SPSS, versão 19.0. O trabalho foi aprovado pelo Comitê de Ética, sob o protocolo nº 028/2012. Resultados: A análise de sIgA foi realizada em 37 crianças, sendo 19 no grupo Y e 18, no grupo C, sendo excluídas aquelas que fizeram uso de antibiótico ou apresentaram diarreia após a coleta. A farinha da batata Yacon contém: 4,52% de proteínas, 5,92% de umidade, 0,33% de lipídeo, 2,94% de cinzas, 86,29% de carboidratos totais, 10,68% de fibras e 35,06% de FOS. Verificou-se que a oferta de Yacon aumentou significativamente (p<0,05) os níveis de sIgA, quando comparados o início (1125,64±403,99 µg/mL) e final da intervenção (2406,49±686,40 µg/mL). Em relação ao grupo controle, não houve diferença significativa entre os dois momentos avaliados (início: 2693,03 ±616,08 µg/mL e final: 2524,80±500,45 µg/mL). Na comparação entre grupos não foi encontrada diferença após a intervenção alimentar (p>0,05). Conclusão: A batata Yacon é uma boa fonte de FOS, sendo uma alternativa de baixo custo que promove efeitos imunológicos locais, aumentando a produção de IgA secretória em pré-escolares. Unitermos: Prebiótico, Frutooligossacarídeo, Resposta Imunológica, Pré-escolares.

TL03 - EFICÁCIA DO PROBIÓTICO BACILLUS CEREUS NO TRATAMENTO DA DIARREIA DE ADULTOS HOSPITALIZADOS EM TERAPIA NUTRICIONAL ENTERAL E EM USO DE ANTIBIÓTICOS

Instituição: Hospital Pilar, Curitiba - PR
Autores: Soares GGC, Pitol R, Martins C, Kotze L, Riella MC.

Objetivos: Verificar a eficácia de um probiótico (B. cereus), em comparação a um prebiótico (fibras solúveis), na redução da diarreia de pacientes hospitalizados em TNE e em uso de antibióticos. Materiais e Métodos: Sessenta em 116 pacientes sob TNE com avaliação da albumina sérica, dos escores da ASG (Avaliação Subjetiva Global), do uso de antibióticos, usando dois tipos de dietas, uma normo e outra hiperosmolar. Eles foram randomizados prospectivamente de forma cega e submetidos à intervenção durante 5 dias; grupo de estudo-probiótico B cereus (Laboratório Geyer-Biovicerin®), 4 flaconetes com 5ml X 106 6/6 hs; controles: fibras - Fibermais® (Nestlé) 10g 8/8 hs, oferecidos via sonda enteral. Pesquisa autorizada pelo Comitê Ética da PUC-Pr e realizada no Hospital Pilar, Curitiba, Paraná, Brasil. Os dados foram analisados pelo programa computacional SPSS v.14.0. Resultados: Foram tratados 29 pacientes em cada grupo. Não houve diferença entre os grupos em relação à idade, albumina sérica, escore da ASG, osmolalidade da dieta e uso de antibióticos. Não houve diferença entre os grupos na suspensão da diarreia. Porém, o grupo do B. cereus apresentou menos dias para cessar a diarreia (2,5±1,3 vs 3,7±1,1 dias, p=0,011). Especificamente para o grupo do B. cereus, os pacientes desnutridos apresentaram diferença significativa na suspensão da diarreia, comparados aos não desnutridos (100% vs 25%, p<0,001). Conclusão: O B. cereus foi mais eficaz do que as fibras na redução da diarreia de pacientes em TNE com uso de antibióticos, e foi mais eficaz em pacientes desnutridos. Unitermos: Diarreia, B. Cereus, Probiótico, Fibras Solúveis, Prebiótico.

TL04 - ANTI-INFLAMMATORY EFFECTS OF LACTOCOCCUS LACTIS NCDO2118 DURING THE REMISSION PERIOD OF CHEMICALLY INDUCED COLITIS

Instituição: UFMG, Belo Horizonte - MG
Autores: Gomes Santos AC, Souza AL, Saraiva TDL, Miyoshi A, Faria AMC.

Objetivos: In the present study, we aimed to investigate whether Lactococcus lactis lactis NCDO2118 strain could act as a probiotic driving an anti-inflammatory response to an experimental model of colitis induced by dextran sodium sulphate (DSS) in mice. We analyzed the inflammatory features of the disease as well as putative changes in immuneregulatory mechanisms that might be involved. Materiais e Métodos: Colitis was induced in C57BL/6 mice by 7 days of oral DSS (2% w8v)followed by 7 days of H2O (remission period) and additionally the second cycle with more 7 days of DSS. The mice were treated with either medium (DSS group), L. lactis NCDO2118 (DSS+L. lactis lactis group) or L.lactis supernant (DSS + sup) by continuous feeding for 4 days during the period remission. Mice were killed at day 14 (right after period of remission) or after a second DSS cycle (at day 21). A control group of mice received water during the 21 days of experiment. Throughout the experimental period, all mice had unlimited access to food. Colitis severity was monitored by macroscopic and microscopic assessment. Cytokine production in the colonic mucosa e secretory IgA secretion in the intestinal fluid was also evaluated. Resultados: Treatment with L. lactis resulted in a milder form of recurrent colitis when compared with the one observed in mice treated with medium. This protective effect did not correlate with changes in secretory IgA but L. lactis administration was associated with early increase in IL-6 production and with a stable IL-10 secretion in colonic tissue. L. lactis supernatant had a partial effect on colitis amelioration. L. lactis-fed mice had increased number of regulatory CD4+ T cells bearing surface TGF-h2coupled to the latency-associated protein (LAP) (LAP+ T cells) in mesenteric lymph nodes and spleen. L. lactis supernatant administration had no effect on the frequency of these cells. Conclusão: Our results suggest that L. lactis NCDO2118 can be considered as a new probiotic bacterium and may have a potential as a novel therapeutical tool for inflammatory bowel diseases (IBD). Unitermos: Intestinal Inflammation, Immunoregulation.

TL05 - ATIVIDADE ANTAGÔNICA DE ESCHERICHIA COLI E LACTOBACILLUS PLANTARUM COMO PERSPECTIVA DE TERAPIA NA DOENÇA INFLAMATÓRIA INTESTINAL

Instituição: Universidade Estadual de Londrina, Londrina - PR
Autores: Paroschi TP, Gomez RJHC, Miglioranza LHS.

Objetivos: Avaliar a atividade antagônica in vitro de linhagens de Lactobacillus Plantarum (Lp-115) contra Escherichia coli, microrganismo patogênico normalmente predominante na doença inflamatória intestinal (DII) como perspectiva de opção terapêutica através de três métodos: método de difusão, de pour-plate e de multicamadas. Materiais e Métodos: Para reativação das colônias de L. Plantarum utilizou-se o caldo MRS e para E. coli, o caldo Mueller-Hinton, armazenou-se em estufa a 37oC/24 h. Assim, o caldo MRS foi diluído em água peptonada estéril até a diluição 10-5 e foi centrifugado (10.000rpm/10 min). Os métodos foram todos em triplicata. Difusão: utilizou-se ágar nutriente + 200 µL do inóculo E. coli e após solidificação, foram feitos dois poços adicionados de 0,01 mL do sobrenadante L. plantarum e um poço com 0,01 mL de água destilada estéril, foram mantidos a 37oC/24 h. Pour-plate: utilizou-se 10 mL do meio de cultura PCA + 1 mL do sobrenadante L. plantarum + 1 mL do inóculo E. coli, formando-se uma única camada e foram armazenados a 37oC/48 h. Multicamadas: constitui-se três camadas, a 1ª sendo 7mL de ágar MRS 1,2% e a 2ª sendo 7mL de ágar MRS 0,8% + 1 mL do sobrenadante L. plantarum. Manteve-se a 37oC/48 h e assim, adicionou-se a 3ª com 7mL de ágar nutriente 0,8% + 200 µL do inóculo E. coli, deixando em estufa por 24 horas. Resultados: No método de difusão, nos poços adicionados de L. plantarum houve elos de inibição para o crescimento de E. coli e o mesmo não ocorreu no poço adicionado de água destilada. No método de pour plate, o meio de cultura não não se turvou, induzindo à conclusão que não houve proliferação do micorganismo, diferentemente do meio de cultura sem adição de L. plantarum. O mesmo ocorreu no método de multicamadas, já que não houve crescimento na terceira camada, composta de E. coli. Assim, com melhor clareza no método de difusão, nota-se que o L. plantarum é capaz de inibir o crescimento de E. coli, microrganismo presente em maior quantidade na microbiota nativa de pacientes com DII. Cartwright (2003) sugere, é importante que o tratamento na DII seja capaz de aumentar a microbiota bacteriana benéfica, ao invés de permitir o aumento do patógeno. Portanto, os L. plantarum podem ser uma perspectiva promissora de tratamento para portadores de DII, desde que consumidos regularmente na forma de leites fermentados e/ou iogurtes. Conclusão: Outros estudos revelam que na DII, o uso de cepas de Saccharomyces boulardii e Lactobacillus casei é bastante promissor, porém, o L. plantarum analisado in vitro, também aparenta ser um recurso auxiliar útil no que diz respeito ao tratamento da DII, já que possui efeito antagônico contra a E. coli, microrganismo indesejável presente em maior proporção na DII. Unitermos: Probióticos, Terapia Nutricional, Retocolite Ulcerativa, Doença de Crohn.

TL06 - EFEITO DA UTILIZAÇÃO DO PROBIÓTICO SACCHAROMYCES BOULARDII NO MODELO EXPERIMENTAL DE MUCOSITE

Instituição: Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte - MG
Autores: Paula MND, Silva BM, Martins F, Maioli TU, Generoso SV.

Objetivos: Avaliar o impacto da utilização do probiótico Saccharomyces boulardii na inflamação intestinal em modelo experimental de mucosite. Materiais e Métodos: Camundongos machos SWISS, pesando entre 25 e 30 gramas, fornecidos pelo biotério da Faculdade de Farmácia/UFMG foram divididos nos seguintes grupos: CTL - controle; M - Mucosite; CTL+Sb - controle + Sb; M+Sb - Mucosite + Sb. Durante dez dias os animais CTL+Sb e M+Sb receberam por gavagem uma suspensão contendo 108 UFC/ml (volume final 0,1 ml) de S. boulardii, enquanto que os demais grupos receberam 0,1ml de salina. Os camundongos foram monitorados diariamente em relação à ingestão alimentar e ao ganho de peso corporal, utilizando balança semianalítica. No décimo dia, os animais dos grupos M e M+Sb receberam injeção intraperitoneal de 200mg/kg de 5-FU para a indução da mucosite. Decorridos três dias todos os animais receberam gavage intragástrica com DTPA99m e, após 4 horas os camundongos foram anestesiados para coleta de sangue para análise da permeabilidade intestinal. Os resultados obtidos foram comparados usando a análise de variância (ANOVA). Resultados: O grupo CTL apresentou um consumo alimentar (6,4g ± 0,8) semelhante aos grupos M (6,2g ± 0,5) e M +Sb (6,0g ± 0,6). Como esperado, ocorreu redução significativa na ingestão alimentar dos animais em que a mucosite foi induzida (P<0,005). O ganho de peso durante o tratamento foi similar nos grupos. Após a indução da mucosite, os grupos M e M+Sb apresentaram diferença significativa na perda de peso quando comparado ao grupo CTL e CTL+Sb. Em relação a permeabilidade intestinal, o grupo M apresentou permeabilidade aumentada quando comparado CTL e CTL+Sb, enquanto que o tratamento com probiótico S. boulardii, reduziu a permeabilidade do grupo M+Sb a níveis intermediários entre os grupos CTL e CTL+Sb. Conclusão: O tratamento com o probiótico Saccharomyces boulardii parece ser uma estratégia terapêutica para reduzir os efeitos da mucosite induzida por 5-FU. Mais estudos são necessários para evidenciar seus mecanismos de ação. Unitermos: Mucosite, Probiótico, Permeabilidade Intestinal.

TL07 - KEFIR REDUCES INSULIN RESISTANCE IN ANIMAL MODEL OF THE METABOLIC SYNDROME

Instituição: Universidade Federal de Viçosa, Viçosa-MG
Autores: Peluzio MCG, Grzeokowiak LM, Rosa DD, Dias MM, Gontijo LN.

Objetivos: The aim of the present study was to evaluate the effect of kefir supplementation in the rats with induced metabolic syndrome and to evaluate the tissues of pancreatic islets.
Materiais e Métodos: Thirty male (spontaneously hypertensive rats) SHR received neonatal intradermal injections of (monosodium glutamate) MSG and were divided into three groups (10 animals in each group): a saline group (1 mL 0.9 % NaCl/day), a milk group (1 mL/day), and a milk kefir group (1 mL/day). Study lasted 10 weeks. The oral glucose tolerance test (OGTT) was performed before and after the treatment. The plasmatic insulin and glucose were measured to calculate HOMA-IR and HOMA-h2indices. Pancreatic tissues were extracted, stained and visualized under microscope for any histological changes. Resultados: The consumption of kefir was able to reduce the HOMA-IR (p=0.015), as well as HOMA-â (p<0.001) indices, compared to the milk and saline groups. Animals which received the glucose load orally, had higher glucose levels in the milk group at 90 and 120 min compared to the kefir and saline groups (p<0.05). The kefir group showed a reduction of AUC (area under the curve) approximately 15 % compared to the milk group (p=0.01). When comparing plasma glucose concentrations during OGTT and AUC before and after supplementation with kefir for 100 weeks, the group receiving kefir had lower blood glucose levels in response to glucose load at 0, 30, 60, 90, and 120 min (p<0.05) and a lower AUC (p=0.003). The group receiving milk also showed a decrease in blood glucose levels at 30, 60 and 90 min (p<0.05) and a lower AUC (p<0.001). The results of the morphometric analysis revealed no significant differences in the area of pancreatic islets in rats that had received saline, milk, or kefir (p>0.050). Conclusão: Kefir supplementation was able to reduce insulin resistance in animals with metabolic syndrome. The present findings indicate that kefir could be a useful tool in metabolic syndrome control, since the insulin resistance creates increased levels of insulin and glucose in the blood stream, which is a major underlying cause of metabolic syndrome. Unitermos: Probióticos, Leite Integral, Leite Fermentado com Kefir.

TL08 - EFICÁCIA DE SIMBIÓTICOS NA REDUÇÃO DE SINTOMAS DE PROCTITE ACTÍNICA AGUDA. ESTUDO CLÍNICO, DUPLO CEGO, RANDOMIZADO E PLACEBO CONTROLADO

Instituição: Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Cuiabá - MT
Autores: Nascimento M, Aguilar-nascimento JE, Castro-Barcellos HM, Motta RT, Caporossi C.

Objetivos: Sintomas de proctite podem surgir durante o tratamento radioterápico de tumores pélvicos e persistir durante anos trazendo desconforto e limitações aos pacientes. O objetivo deste estudo foi o de avaliar se a ingestão diária de simbióticos reduz sintomas de proctite actínica aguda e melhora a qualidade de vida durante a fase inicial de tratamento radioterápico em pacientes com câncer de próstata. Materiais e Métodos: Vinte pacientes submetidos a radioterapia conformacional tridimensional (3D-RCT) para tratamento de câncer de próstata foram randomizados para uso de produto simbiótico contendo Lactobacillus reuteri 10(8) ufc e 4,3 g de fibras solúveis (Fibermais Flora, Nestlé Brasil Ltda) ou placebo (uma vez por dia na semana anterior ao início da radioterapia e 2 vezes por dia após). Os pacientes foram acompanhados durante as primeiras 4 semanas de radioterapia e responderam semanalmente ao questionário EORTC QLQ-PRT23, obtendo pontuações maiores ou menores de acordo com a intensidade com que cada sintoma ou problema aparecia. Os principais desfechos analisados foram: somatória da pontuação completa do questionário EORTC QLQ-PRT23 (questões referentes a sintomas gastrointestinais e à qualidade de vida), somatória da pontuação apenas das questões sobre sintomas gastrointestinais, número máximo de evacuações em 24 horas e intensidade dos sintomas de tenesmo e presença de sangue nas fezes. Resultados: As características demográficas e clínicas, as doses de radiação e o volume retal irradiado foram semelhantes nos dois grupos (p>0.05). A pontuação completa do questionário (mediana e variação) foi maior na 2ª (23 [21-30] vs. 26,5 [22-34]); p=0.05) e 3ª (23 [21-32] vs. 27,5 [24-33]); p<0.01) semanas no grupo placebo. Na comparação entre-grupos pela ANOVA de medidas repetidas, a pontuação do grupo placebo foi maior (p=0.027) que a do grupo simbiótico. Nas questões apenas sobre sintomas gastrointestinais, a pontuação do grupo placebo, tanto na 2ª (19,5 [16-25]) quanto na 3ª (19 [17-24]) semanas, foi maior que a do grupo simbiótico (2ª semana: 16,5 [15-20]; p=0.03, e 3ª semana: 17 [15-23]; p<0.01). Na comparação de medidas repetidas o grupo placebo teve maior pontuação que o grupo simbiótico (p=0.02). Não houve diferença entre os grupos quanto ao número de evacuações e presença de sangue nas fezes. Na 3ª semana, o tenesmo foi mais intenso no grupo placebo (p=0.01). Na comparação de medidas repetidas, a intensidade do tenesmo foi maior no grupo placebo que no grupo simbiótico (p=0,006). Conclusão: A análise global dos resultados permite concluir que o uso de simbióticos reduz sintomas de proctite actínica aguda e melhora a qualidade de vida em pacientes submetidos a radioterapia para tratamento de câncer de próstata. Unitermos: Proctite Actínica, Simbióticos, Radioterapia, Questionário Eortc Qlq-prt23.

TL09 - EFEITO DA SUPLEMENTAÇÃO DA BIOMASSA DE BANANA VERDE E KEFIR SOBRE O PERFIL LIPÍDICO DE PACIENTES ADULTOS

Instituição: Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá - MT
Autores: Edelwais NS, Arruda ISC, Duarte CR.

Objetivos: Avaliar o efeito da suplementação da biomassa de banana verde e kefir sobre o perfil lipídico de pacientes adultos. Materiais e Métodos: 35 pacientes constipados foram randomizados para receber orientações nutricionais padrão (Grupo controle; N=17) ou acrescida de biomassa de banana verde e kefir (Grupo suplemento; N=18), por dois meses. Os dois grupos foram semelhantes quanto a idade e estado nutricional. Os pacientes foram orientados a consumir 40g de biomassa, dividido em duas tomadas ao dia e 200ml de kefiran, também divididos em duas doses diárias. Foram submetidos a avaliação bioquímica e bioimpedância elétrica nos dia 0 e 60. Classificou-se a constipação segundo o consenso de Roma III. A dislipidemia foi caracterizada considerando a IV Diretriz Brasileira sobre Dislipidemias e Prevenção da Aterosclerose: valores de LDL, TGL e HDL, com quatro tipos principais definidos: Hipercolesterolemia isolada, Hipertrigliceridemia isolada, Hiperlipidemia mista e HDL baixo. As variáveis: presença de gases, esforço evacuatório, pirose, distensão abdominal, tipo de fezes, intervalo de evacuações, foram avaliados a cada 15 dias. Resultados: Na amostra estudada, os grupos eram homogêneos ( p>0,05) e a totalidade dos pacientes apresentavam sobrepeso, de acordo com Índice de Massa Corpórea. O percentual de gordura corporal também estava elevado nos dois grupos, o que confirma o estado nutricional comprometido, com tendência a obesidade. No GS, todos os parâmetros melhoraram, embora não houve significância estatística. No GC, os valores de TG apresentaram tendência a piora, embora não houve significância estatística. Apenas a variável VLDL apresentou aumento significativo com um p igual a 0,047. Conclusão: Os resultados mostraram que a utilização de biomassa de banana verde e kefir, por oito semanas, não melhoram os níveis de colesterol total, LDL, HDL e triglicerídeos (p>0,05). Pode-se concluir que a biomassa de banana verde associado ao uso de kefir, como pré e probióticos, reduzem os intervalos das evacuações e podem a longo prazo, melhorar o perfil lipídico em pacientes constipados. Unitermos: Dislipidemia, Constipação, Biomassa, Kefir.

TL10 - DESENVOLVIMENTO DE UMA BEBIDA FERMENTADA POTENCIALMENTE SIMBIÓTICA À BASE DE EXTRATOS AQUOSOS DE QUINOA (CHENOPODIUM QUINOA WILLD) E SOJA

Instituição: Faculdade de Ciências Farmacêuticas- Unesp, Araraquara - SP
Autores: Bianchi F, Rossi EA, Gomes RG, Sivieri K.

Objetivos: Desenvolver uma nova bebida funcional, potencialmente simbiótica, fermentada por L. casei, constituída de extrato aquoso de quinoa e/ou soja e acrescida de FOS e avaliar a influência das várias formulações testadas sob os parâmetros reológicos, sensoriais e na composição centesimal das bebidas. Materiais e Métodos: Cinco formulações com diferentes concentrações de extrato de soja e de quinoa foram avaliadas, sendo F1: 100% de extrato de quinoa, F2: 70% de extrato de quinoa - 30% de extrato de soja, F3: 50% de extrato de quinoa - 50% de extrato de soja, F4: 30% de extrato de quinoa - 70% de extrato de soja e F5: 100% de extrato de soja. Todas foram preparadas com 2% de L. casei (Lc-1), 6% de sacarose, 0,8% de óleo de soja, 1% de lactose, 0,14% de estabilizante, 2,5% de leite em pó desnatado e 3% de fruto-oligossacarídeo. Foi realizada a composição centesimal (carboidratos, proteínas, lipídeos, cinzas e sólidos totais) dos extratos e das bebidas prontas e analisadas as características reológicas a 10 e 25oC e sensoriais dos produtos finais após 10 e 3 dias de armazenamento refrigerado a 5oC, respectivamente. Resultados: As formulações F3 e F4 apresentaram menores valores de gordura e valor calórico e maior conteúdo de carboidrato do que a formulação F5. As formulações F1 e F2 obtiveram os menores valores de composição centesimal. Houve um aumento na viscosidade e na consistência nas bebidas com maior proporção de extrato de quinoa (F1 e F2). A formulação F4 mostrou a menor curva de histerese. As formulações F4 e F5 obtiveram melhor aceitação sensorial e F4 maior intenção de compra por parte dos julgadores. Conclusão: A bebida F4 foi considerada a melhor bebida desenvolvida, indicando que diferentes proporções de quinoa nas bebidas, exerce influencia nos parâmetros sensoriais, reológicos e na composição centesimal. Porém, é possível desenvolver uma bebida com extratos aquosos de quinoa e soja que apresente composição centesimal, características reológicas e aceitação sensorial adequadas. Unitermos: Bebida Fermentada, Quinoa, Soja, Probiótico, Prebiótico.

TL11 - SYNBIOTIC INCREASES PEROXISOME PROLIFERATOR-ACTIVATED RECEPTOR ALPHA (PPAR-ALPHA) EXPRESSION AND ATTENUATES HISTOPATHOLOGICAL CHANGES IN LIVER TISSUE OF HIPERCHOLESTEROLAEMICS RATS

Instituição: Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) - Campus Baixada Santista, Santos - SP
Autores: Alves CC, Aguiar LS, Guanabara CC, Sala PC, De Morais MB.

Objetivos: Pre, pro and synbiotics have modulatory effect on the intestinal microbiota and may have influence in the gut-liver axis acting as adjunctive therapy in some types of liver disease. Aim: To evaluate the effect of pre, pro and synbiotic on hepatic histopathological changes and gene expression related to beta oxidation in liver tissue of rats submitted to hypercholesterolaemic condition. Materiais e Métodos: Wistar male adult rats (n=36) were submitted to hypercholesterolaemia (HPC) (60 days). At 30th day of HPC the rats were subdivided in 5 groups: Negative Control (NC): without HPC + Gv [water]; Positive control (PC): with HPC + Gv [water]; Prebiotic (PRE): HPC + Gv [3g FOS]; Probiotic (PRO): HPC + Gv [5 x 10^8 CFU of each probiotic strain (Lactobacillus paracasei Lpc-37, Lactobacillus rhamnosus HN001, Lactobacillus acidophilus NCFM, Bifidobacterium lactis HN019)]; and Synbiotic (SYN): HPC + Gv [3g FOS + 5 x 10^8 CFU of each probiotic strain]. At 30th day post nutritional treatment all rats were sacrificed. Blood was collected to verify serum total cholesterol and liver tissue was sampled to verify histopathological changes. PPAR-alpha and CPT-1 gene expression related to beta oxidation were analyzed using quantitative real time reverse transcription polymerase chain reaction (RT-qPCR) method. Variance analysis statistical test was done, considering p<0.05. Resultados: Body weight, food and water intake: There was no statistical difference (p > 0.05). Total cholesterol levels: PC had elevated serum cholesterol levels when compared to NC (PC: 132.85 ± 29.28; NC: 90.801 ± 12.46, p = 0.009). PRE and SYN rats had lower cholesterol levels than PC (PRE: 88.107 ± 8.38; SYN: 99.05 ± 13.71; PC: 132.85 ± 29.28, p < 0.001). Histopathological analysis: PC rats had higher histopathological changes than NC (p < 0.05). PRE and SYN had lower histopathological alterations compared to PC (p<0.05). PPAR-alpha gene expression: SYN rats had higher gene expression when compared to PRE and PRO rats (p<0.005). And, PC rats had higher PPAR-alpa expression when compared to PRE and PRO groups (p<0.005) (PC: 1.56 ± 0.28; PRE: 0.82 ± 0.39; PRO: 0.81 ± 0.22; SYN: 1.44 ± 0.30). CPT-1 gene expression: there is no difference when compared all different nutritional treatments (p > 0.05). Conclusão: Supplementation of synbiotic decreases total cholesterol levels, attenuates histopathological changes and increases PPAR-alpha gene expression related to beta-oxidation in liver tissue after hypercholesterolaemic condition in rats. Unitermos: Prebiótico, Probiótico, Simbiótico, Doença Hepática, Expressão Gênica, Beta-oxidação, Histopatologia.

TL12 - FIBER INTAKE AND ITS RELATION TO THE AMOUNT OF SCFA IN CELIAC DISEASE PATIENTS

Instituição: Universidade Federal de Viçosa, Viçosa - MG
Autores: Moraes LFS, Grzeokowiak LM, Valente FX, Campos TN, Peluzio MCG.

Objetivos: Consumption of dietary fiber and production of short chain fatty acids (SCFAs) have been found to improve gut function and health. The aim of this study was to compare the ingestion of dietary fiber in celiac and control patients and to analyze its correlation with the production of SCFAs. Materiais e Métodos: This cross-sectional study included 36 subjects divided in two groups: 18 celiac patients (on gluten-free diet) and 18 control subjects. Ingestion of fiber was evaluated by 3-days Dietary Intake Recall. SCFAs in feces were analyzed by gas chromatography method. Resultados: The ingestion of fiber was 18.3 g in celiac patients and 19.2 g in control group (P=0.67). Total amount of SCFAs was lower in celiac patients when compared to control group (18.6 hcmol/g vs. 23.7 hcmol/g, P=0.042). The amount of butyric acid was higher in control group than in celiac patients (3.7 hcmol/g vs. 2.3 hcmol/g, P=0.038). No correlations were observed between the fiber intake and the amount of SCFAs in either of the groups studied. Conclusão: Celiac disease subjects contain lower amount of SCFA, which may reflect disturbances in the processing of fiber in the gut. Thus, further studies such as gut microbiota characterization are needed in order to better understand the relation of fiber intake with specific SCFAs amount and their effect on gut health in patients with celiac disease.
Support: FAPEMIG. Unitermos: Intestinal Disorder, Butyric Acid, Gut Microbiota.

TL13 - BENEFICIAL EFFECTS OF PREBIOTIC AND SYNBIOTIC ON LIPOGENIC GENE EXPRESSION AND LIVER HISTOPATHOLOGY AFTER EXPERIMENTAL HYPERCHOLESTEROLAEMIC STATE

Instituição: Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) - Campus Baixada Santista, Santos - SP
Autores: Alves CC, Andrade LS, Reis MB, Ribeiro DA, De Morais MB.

Objetivos: Steatosis is the presence of fat in the hepatocytes and occurs by excess of lipogenesis process that is mediated by an important transcription factor SREBP-1c that activates the expression other genes such as FAS and ME. Aim: To evaluate the effect of prebiotic, probiotics and synbiotic on expression of genes related to lipogenesis after induced hypercholesterolaemic state in rats. Materiais e Métodos: Wistar male adult rats (n=36) were submitted to hypercholesterolaemia (HPC) (60 days). At 30th day of HPC the rats were subdivided in 5 groups: Negative Control (NC): without HPC + Gv [water]; Positive control (PC): with HPC + Gv [water]; Prebiotic (PRE): HPC + Gv [3g FOS]; Probiotic (PRO): HPC + Gv [5 x 10^8 CFU of each probiotic strain (Lactobacillus paracasei Lpc-37, Lactobacillus rhamnosus HN001, Lactobacillus acidophilus NCFM, Bifidobacterium lactis HN019)]; and Synbiotic (SYN): HPC + Gv [3g FOS + 5 x 10^8 CFU of each probiotic strain]. At 30th day post nutritional treatment all rats were sacrificed. Blood was collected to verify serum total cholesterol and liver tissue was sampled to verify histopathological changes. Gene expression related to lipogenesis process (SREBP-1c, FAS and ME) were analyzed in liver tissue using quantitative real time reverse transcription polymerase chain reaction (RT-qPCR) method. Variance analysis statistical test was done, considering p<0.05. Resultados: Total cholesterol levels: PC had higher cholesterol levels when compared to NC (PC: 132.85 ± 29.28; NC: 90.801 ± 12.46, p = 0.009). PRE and SYN rats had lower cholesterol levels than PC (PRE: 88.107 ± 8.38; SYN: 99.05 ± 13.71; PC: 132.85 ± 29.28, p < 0,001). Histopathological analysis (HISTO): PC rats had higher HISTO changes than NC (p < 0.05). PRE and SYN had lower alterations compared to PC (p<0.05). GENES EXPRESSION: SREBP-1c: (NC: 1.08 ± 0.50; PC: 2.43 ± 0.69; PRE: 1.33±0.58; PRO: 3.24 ± 0.54; SYN: 2.04 ± 0.64). PC rats had higher expression than NC (p=0.009). SYN rats had lower gene expression than PRO rats (p=0.002). PRE was lower than PC and PRO (p<0.01). FAS: PRE rats had lower gene expression when compared to NC and SYN rats (NC: 1.17 ± 0.59; PRE: 0.39 ± 0.20; SYN: 1.11 ± 0.77, p<0.05). ME: (NC: 0.80 ± 0.33; PC: 0.39 ± 0.11; PRO: 0.23 ± 0.06; SYN: 0.36 ± 0.10). NC had higher ME gene expression than PC (p=0.026). PRO had lower expression than PC and SYN groups (p<0.05). Conclusão: The administration of prebiotic and synbiotic have influence to decrease total serum cholesterol, steatosis and inflammation and the genes expression related to lipogenesis process in liver tissue after hypercholesterolaemic condition in rats. Unitermos: Prebiótico, Probiótico, Simbiótico, Doença Hepática, Lipogênese, Histopatologia, Expressão Gênica.

TL14 - EFEITO PROTETOR DO YACON (SMALLANTHUS SONCHIFOLIUS) E DO LACTOBACILLUS ACIDOPHILUS CRL 1014 NA FASE DE INICIAÇÃO DA CARCINOGÊNESE DE CÓLON

Instituição: Faculdade de Ciências Farmacêuticas - Unesp Araraquara, Araraquara - SP
Autores: Avi CM, Almeida APS, Ramirez YPG, Rossi EA, Sivieri K.

Objetivos: Neste trabalho foi investigado o potencial benéfico da ingestão de yacon e de L. acidophilus CRL 1014 sobre a fase de iniciação da carcinogênese de cólon em ratos Wistar induzidos com 1,2-dimetilhidrazina (DMH). Materiais e Métodos: Os ratos foram divididos em 5 grupos: G1:animais sadios que consumiram ração comercial, G2: animais induzidos que consumiram ração comercial, G3: animais induzidos que consumiram ração comercial + L. acidophilus CRL 1014, G4: animais induzidos que consumiram ração comercial extrato de yacon, G5: animais induzidos que consumiram ração comercial+ + L. acidophilus CRL 1014 + extrato de yacon. Duas semanas antes da indução, os animais dos grupos 3, 4 e 5, ingeriram diariamente L. acidophilus CRL 1014 e ou extrato de yacon, respectivamente. Após 60 dias do término da indução, 5 animais de cada grupo foram sacrificados em câmara de CO2. Foram coletadas amostras de fezes a cada 15 dias durante todo o protocolo experimental para as análises de pH, íons de amônia e composição da microbiota intestinal. Para contagem de Focos de Criptas Aberrantes (FCA), os cólons proximal, medial e distal foram corados em Leishman (Merck®) por 2min. Resultados: Os resultados mostraram que os valores de pH das fezes dos animais do grupo 3 diminuíram significativamente quando comparado aos grupos controle (G1 e G2), entretanto os animais dos grupos G4 e G5 tiveram um aumento de pH, porém inferior aos animais do grupo controle G2. Com relação aos valores de íons de amônia todos os grupos tiveram um aumento de amônia durante o período analisado. Porém os grupos G3, G4 e G5 apresentaram valores inferiores aos grupos controle (G1 e G2). A análise da microbiota fecal mostrou que a ingestão diária de Lactobacillus acidophilus CRL 1014 e de extrato de yacon não influenciou significativamente na composição da microbiota. Os animais dos grupos 3, 4 e 5 apresentaram uma redução significativa de FCA, nas regiões ascendente, transversa e descendente do cólon, comparado ao grupo controle (G2), sendo que o menor número de FCA foi encontrado no grupo 5. Conclusão: Os resultados mostraram um efeito protetor na fase de iniciação da carcinogênese de cólon com a ingestão diária de yacon e Lactobacillus acidophilus CRL 1014 em ratos Wistar induzidos com 1,2-dimetilhidrazina (DMH). Unitermos: Câncer, Cólon, Yacon, Lactobacillus Acidophilus.

TL15 - AVALIAÇÃO DA ADIÇÃO DA LACTOBACILLUS ACIDOPHILUS 1014 E ENTEROCOCCUS FAECIUM CRL 183 SOBRE A MICROBIOTA INTESTINAL EM SIMULADOR DO ECOSSISTEMA MICROBIANO HUMANO (SEMH)

Instituição: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Araraquara, Unesp, Araraquara - SP
Autores: Sivieri L, Martins DO, Adorno MAT, Rossi EA.

Objetivos: Utilizar o Simulador do Ecossistema Microbiano Humano para verificar o efeito do Lactobacillus acidophilus CRL 1014 e o Enterococcus faecium CRL 183 sobre a microbiota do cólon. Materiais e Métodos: Utilizou-se o modelo (SEMH) para estudar o efeito de Lactobacillus acidophilus CRL 1014 e Enterococcus faecium CRL 183 sobre a microbiota do cólon. Inicialmente, o inoculo preparado a partir de fezes humanas foi introduzido nos reatores 3, 4 e 5. O experimento foi divido em 3 etapas, sendo a etapa 1: 2 semanas de período de estabilização da microbiota, etapa 2: 4 semanas de administração diária de Lactobacillus acidophilus CRL 1014 e de Enterococcus faecium CRL 183, na concentração de 109 UFC/mL no reator 2, o qual simula o estômago, etapa 3: 2 semanas de período de lavagem do sistema. Análises microbiológicas da microbiota intestinal, ácidos graxos de cadeia curta (AGCC) e análises de íons de amônia foram realizados durante todo o período experimental. Resultados: Observou-se um aumento significativo de Lactobacillus spp e de Bifidobacterium spp. durante o período de tratamento. A concentração de AGCC aumentou (p<0.01) durante o período de tratamento. No entanto, concentrações de íons de amônia aumentaram durante o mesmo período (p<0.01). Conclusão: Este estudo revelou que é possível simular as regiões do cólon utilizando método in vitro. O reator SEMH foi eficiente na simulação das regiões distal e proximal do cólon. A administração de L acidophilus CRL 1014 e da associação deste com E. faecium CRL 183 influenciou positivamente na composição da microbiota do cólon, bem como no metabolismo microbiano intestinal. Unitermos: Modelos in Vitro, Probiótico, Metabolismo Microbiano.

TL16 - SHORT-TERM TREATMENT WITH IL-10-PRODUCING LACTOCOCCUS LACTIS REDUCES SISTEMIC IL-17 BUT DO NOT IMPROVE THE CLINICAL SIGNALS OF COLITIS

Instituição: Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte - MG
Autores: Lemos L, Gomes-santos AC, Moreira TG, Miyoshi A, Faria AMC.

Objetivos: This present study aimed to investigate whether modified L. lactis secreting IL-10 is able to change immunogical status on host and ameliorates colitis. Materiais e Métodos: IL-10 deficient mice (IL 10-/-) on a 129Sv/Ev background (8 weeks old) were separated in two groups: "IL-10 sereting L. lactis" and "L. lactis empty plasmid". 129Sv/Ev mice were used as control. We provided in the first week of experiment, four consecutive days of IL-10 secreting L. lactis to the first group, after three days of interval, we returned the "IL-10 secreting L. lactis" on the second week. The control group received "L. lactis empty plasmid" in the same time. After that, mice were killed, had excised spleen, mesenteric lymph nodes and large intestine and blood was collected. Cells were analyzed using flow cytometry. ELISA was performed to evaluate cytokines in supernatant after 48 hours spleen culture. Significance of differences among groups was determined by analysis of variance (ANOVA) (Tukey's post test). Resultados: IL-10-producing L. lactis was not able to improve the macroscopic (clinical) score of colitis. Levels of cytokine IL-17A raised up on spleen in IL-10-/- compared to wild type mice but the treatment with IL-10-producing L. lactis control this augment. However, the levels of IFN-gamma elevated in IL-10-/- mice were not affected by the therapeutic intervention. Analyses of spleen and mesenteric lymph node show no difference in frequency of late and early activated lymphocytes (CD4+CD44+, CD4+CD69+, respectively) among groups. Nevertheless, in colon lamina propria CD4+CD44+ cells were higher in IL-10 producing L. lactis. In the same way, the treatment couldn´t prevent the reduction of regulatory T (Treg) cells expressing the latency-associated peptide LAP). Conclusão: This approach may lead to further studies and it´s important and useful to improve concepts about how treat IBD. IL-10 has demonstrated to be an alternative intervention since it can interfere in immune status of host. Unitermos: Inflammatory Bowel Disease, Gut Mucosa, Colitis.

TL17 - SOBREVIVÊNCIA DE ENTEROCOCCUS FAECIUM CRL183, LACTOBACILLUS HELVETICUS 416 E BIFIDOBACTERIUM LONGUM ATCC 15707 SOB CONDIÇÕES INTESTINAIS SIMULADAS IN VITRO

Instituição: Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Araraquara - SP
Autores: Celiberto LS, Roselino MN, Pauly-silveira ND, Valdez GF, Cavallini DCU.

Objetivos: O objetivo do presente trabalho foi determinar a sobrevivência de três micro-organismos (Enterococcus faecium CRL 183, Lactobacillus helveticus 416 and Bifidobacterium longum ATCC 15707) em um produto fermentado a base de extrato aquoso de soja, sob condições intestinais simuladas in vitro. Materiais e Métodos: O fluido intestinal simulado consistiu em pancreatina (0.9 g/L), bicarbonato de sódio (12.5 g/L) e Oxgall (6.0 g/L) a um pH = 6.5. O produto fermentado a base de extrato aquoso de soja foi colocado em contato com o fluido intestinal simulado (1:10) ou com água peptonada como controle (1:10) e os dois foram incubados por 180 minutos a 37°C. Após esse período, foram realizadas diluições decimais seriadas e plaqueamento em meios de cultura específicos. Resultados: Após 5h de fermentação houve uma redução do pH de 6,4 para 4,6. A contagem de células viáveis das cepas utilizadas no produto foram 10.04 log10UFC/g, 10.26 log10UFC/g and 10.11 log10UFC/g para Enterococcus spp., Lactobacillus spp. and Bifidobacterium spp, respectivamente. Sob condições intestinais simuladas, testes microbiológicos mostraram que a população de Enterococcus spp., Lactobacillus spp. and Bifidobacterium spp. não diferiu significativamente (p<0.05) em relação ao controle. Conclusão: Os resultados obtidos indicam que os micro-organismos utilizados com potencial probiótico no produto fermentado de soja, são capazes de sobreviver sob condições intestinais simuladas in vitro. Unitermos: Enterococcus Faecium Crl 183, Lactobacillus Helveticus 416, Bifidobacterium Longum Atcc 15707.

TL18 - GOMA GUAR PARCIALMENTE HIDROLISADA, CÁLCIO E DIFERENTES TIPOS DE LIPÍDEOS E SUA INFLUÊNCIA NA BIODISPONIBILIDADE DE CÁLCIO, ZINCO, MAGNÉSIO E COBRE SÉRICOS EM VOLUNTÁRIOS APÓS A OFERTA DE FORMULAÇÕES DE DIETA ENTERAL

Instituição: Universidade de São Paulo, São Paulo - SP
Autores: Bueno LB, Barbosa Júnior FBJ, Santos JES, Marchini JSM, Dutra-de-oliveira JEDO.

Objetivos: Verificar o efeito da oferta de goma guar parcialmente hidrolisada, cálcio e de triacilglicerídeos de cadeias média e longa nos níveis de cálcio, magnésio, cobre e zinco séricos em voluntários que ingeriram suplemento nutricional múltiplo em nutrientes. Materiais e Métodos: Participaram pessoas eutróficas e obesas que ingeriram duas formulações de múltiplos nutrientes variando a composição de lipídeos. Após a ingestão de 200 mL da formulação nutricional, as amostras de sangue foram coletadas na 1a, 2a, 3ª e 4ª horas seguintes. A determinação da concentração sérica de minerais foi realizada por Espectrômetria de Massas de Plasma Acoplado Indutivamente (ICP-MS). Resultados: Houve diferenças na absorção de cálcio, zinco, magnésio e cobre em função da ingestão das duas formulações de suplemento nutricional pela oferta de prebióticos com diferentes quantidades de cálcio e tipos de fonte lipídica nos voluntários eutróficos e obesos (p0,05). Conclusão: Para a absorção de cálcio, zinco, e cobre séricos nos voluntários, eutróficos e obesos, se constatou que a absorção desses minerais foi dependente de triacilglicerídeos de cadeia média. Para os níveis séricos de magnésio observou-se que sua absorção foi mais efetiva na presença de triacilglicerídeos de cadeia longa. Unitermos: Minerais, Absorção, Suplementos Nutricionais, Oferta de Lipídeos.