Home Busca Avançada Normas de Publicação Assinaturas Fale Conosco
Contact Us
 
 

 

CopyRight
Moreira Jr Editora
Proibida a reprodução sem autorização expressa


 
sêlo de qualidade
Like page on Facebook



Gerencie melhor seus horários
Organize a agenda e o dia a dia do consultório com novas tecnologias
Revista Equilíbrio & vida - Jul 12 N 1

Softwares e aplicativos acessados via computador ou iPad podem ajudar o médico a ganhar tempo e otimizar tanto o atendimento aos pacientes quanto a rotina dos consultórios

Organizar a agenda, controlando confirmações e consultas canceladas, e realizar pesquisas rápidas sobre nomes e preços de medicamentos e outros procedimentos de diagnóstico já são tarefas possíveis com um só clique! A MedPhone, por exemplo, empresa criada em outubro de 2010 pelo especialista em clínica médica Dr. Ricardo Maranhão, é a maior produtora brasileira de aplicativos para médicos no País e disponibiliza recursos para que esses especialistas possam otimizar tanto as consultas quanto a rotina dos consultórios. “A empresa surgiu pela necessidade que eu e meus colegas de trabalho tínhamos de ter disponíveis informações médicas de qualidade, de forma rápida e fácil”, diz o empreendedor.

Por meio desses aplicativos, os médicos
podem consultar informações sobre medicamentos e seus preços, tabelas e códigos dos procedimentos do SUS, CID-10 (Classificação Internacional de Doenças), ter acesso a um guia de vacinas, dentre outros temas. “Os aplicativos são produzidos para ajudar o médico no momento da consulta, evitando dúvidas e melhorando, assim, o atendimento, além de ajudar esse profissional no momento de algumas burocracias, como preenchimento de APACs ou laudos”, acrescenta Dr. Maranhão.

Softwares trazem recursos para melhorar rotina dos consultórios

Além dos aplicativos, os médicos também podem contar com softwares capazes de ajudar, e muito, no dia a dia dos consultórios. A licença para sistemas como esses disponibiliza informações e facilidades como prontuário; atlas do corpo humano; impressão de documentos; medicamentos e fórmulas; chat integrando a recepcionista do consultório com os médicos do local; relação de pacientes; fatura de convênios; cadastro internacional de doenças; lembretes
e alertas; gerenciador financeiro; enciclopédia de produtos farmacêuticos; adiamento e confirmação de consultas; dentre outras conveniências. De modo geral, essas plataformas podem ser instaladas entre usuários de Windows 7, Vista ou XP; e ainda entre os que possuem Mac OS ou iPad. Algumas empresas oferecem, também, módulos que acompanham a especialidade do médico. No caso dos ginecologistas e obstetras, os médicos podem cadastrar consultas e exames completos, acompanhar a Curva de Berlizan, além da possibilidade de visualizar e imprimir, quando necessário, o gráfico de peso das pacientes. Alguns sistemas possuem, ainda, módulos pré-cadastrados para genitália interna e externa, mamas e menopausa. Softwares com esses recursos têm preço aproximado de R$ 400 e podem ser adquiridos por meio de um simples download.

De acordo com o proprietário da MedPhone, os aplicativos mais vendidos, atualmente, são: “Guia dos Remédios” (guia com mais de cinco mil informações sobre as diversas medicações disponíveis no Brasil); “Guia dos Exames” (informações como diagnóstico diferencial e fisiologia, além de orientações sobre coletas de mais de 240 exames laboratoriais); Residência Médica (aplicativo com mais de 15 mil questões de provas de residência em diversas especialidades); Vacinas (aplicativo que traz os calendários vacinais com informações sobre todas as vacinas); Tabela SUS Pro (disponibiliza todas as informações e códigos do Sistema Único de Saúde, sendo extremamente útil para preenchimento de APACs- Autorização de Procedimentos de Alto Custo/Complexidade); entre outros. “Para médicos ginecologistas e obstetras, esses guias podem ajudar muito no dia a dia”, reforça Dr. Maranhão. O desembolso para essa comodidade é pequeno. A média de preço para cada um desses aplicativos é de R$ 10, sendo que alguns deles são gratuitos. “O usuário só precisa comprar uma vez e o aplicativo pode ser baixado para sempre, mesmo que o usuário troque de iPhone. O usuário pode, ainda, baixar, gratuitamente, no iPad, usando a mesma conta, sem custos extras”, explica o especialista, salientando que o último lançamento da MedPhone foi o Guia do ECG, um aplicativo que traz tudo sobre eletrocardiogramas.

Todos esses sistemas podem ser usados em iPhone e iPads. “A Apple realmente conseguiu atrair a área médica, tanto que, na loja da marca, temos uma categoria só para aplicativos médicos”, finaliza Dr. Maranhão.